Informação
Notícias
            Informação             Notícias             Progredir um pouquinho a cada dia
27/07/2020 Por Pe. Luiz Miguel Duarte, ssp* Notícias das paróquias Progredir um pouquinho a cada dia
A+ a-

Vida breve, porém fecunda. Apenas quatorze anos, dois meses e vinte e um dias de existência terrena, no entanto suficiente para que a Igreja o declarasse ao mundo como “venerável”. Trata-se de Majorino Vigolungo, nascido em Benevello (Itália), no ano 1904, de família camponesa e praticante da religião.

Naqueles dias, também na Itália, vivia um jovem, ardoroso seguidor de Jesus, cujo nome é Tiago Alberione. Alguns anos mais tarde (1914) ele fundaria a congregação dos Paulinos e outros institutos que englobaria sob a denominação de “Família Paulina”.

Pois bem, o jovem Alberione, na ocasião pároco em Narzole, foi até a cidade vizinha, Benevello, dar assistência pastoral aos fiéis e aí encontrou Majorino, servindo ao altar como coroinha. Desafiou-o a fazer parte do instituto recém-fundado para evangelizar com a boa imprensa. Majorino toparia? Topou e, em 1916, ajuntou seus humildes pertences e partiu para Alba, onde Alberione o esperava. Encantou-se com as ideias do Fundador, mergulhou no trabalho tipográfico, que já chamavam de “apostolado”, pelo qual multiplicavam as edições do Evangelho e da Bíblia Sagrada.

O adolescente Majorino captou tão profundamente o ideal de Alberione, que num domingo em que se sentia mais feliz, quis explicar a um colega a sua alegria: “Veja, enquanto hoje nos divertimos ou estudamos ou rezamos, mais de dez mil pessoas acompanham a nossa pregação… Nós despachamos para hoje dez mil exemplares de periódicos nossos. Como devemos agradecer ao Senhor que nos dá a oportunidade a nós, tão pequenos, de fazer tanto bem! Qual pregador terá hoje tantos ouvintes?”.

Alberione, por sua vez, andava entusiasmado com o pequeno apóstolo da boa imprensa. Dizia: “Majorino Vigolungo é o aspirante modelo de uma vocação nova…; vocação que requer inteligência e ampla visão das necessidades da Igreja e uma abertura que abraça todas as formas modernas de apostolado, principalmente imprensa, cinema, rádio, televisão. Por isso, ele se insere no nosso tempo em toda a sua atualidade”.

Fazia progressos o menino, talvez sem suspeitar que uma grave enfermidade se aninhava no seu corpo ainda em crescimento. Sob o olhar previdente do Fundador e da sua família, buscou tratamento. Passou por momentos de intenso sofrimento. Dedicaram-lhe todos os cuidados possíveis, insuficientes, porém, para devolver-lhe a saúde. Com efeito, aos 14 anos de idade foi acometido por uma meningite fulminante, que o arrebatou para o céu. Era o dia 27 de julho de 1918.

Retirou-se do nosso mundo, inundando de saudade e de boas recordações a muitos contemporâneos. Com o testemunho de grande zelo pelo anúncio da Palavra de Deus por meio da imprensa.  Brindou-nos também com um singelo método para alcançar a santidade, que ele tanto desejou: “Progredir um pouquinho cada dia”. O venerável Majorino Vigolungo é considerado o patrono dos aspirantes paulinos.

*Sacerdote Paulino,co-redator de Liturgia Diária, autor  de muitos livros publicados pelas Paulus Editora. Tradutor do livro: Majorino Vigolungo, um jovem apóstolo da comunicação, Paulus 2018.

 

Atualizado em: 27/07/2020 às 17:50
Nome:
E-mail:
Nome do amigo:
E-mail do amigo:
Últimas Notícias
 Veja mais notícias
                  
Receba as notícias e artigos da Diocese de Patos de Minas. Cadastre seu e-mail...