Informação
Notícias
            Informação             Notícias             Carlos Acutis nos ensina a nos afastar da mediocridade na fé
10/10/2020 Vatican News Notícias das paróquias Carlos Acutis nos ensina a nos afastar da mediocridade na fé
A+ a-
Ao ser o primeiro beato de calça jeans e tênis, o reitor do Santuário onde Carlos Acutis está sepultado se dirige a todos os jovens, recordando que seu o exemplo nos demonstra que “a santidade é atualíssima e é para todos nós”.
 

Hoje a Igreja ganha um novo beato, um “anjo da juventude”para interceder junto ao Pai.

Na Exortação Apostólica Christus vivit, inspirado pelo testemunho de Carlos Acutis, o Papa Francisco se dirige aos jovens com estas palavras:

“Não deixes que te roubem a esperança e a alegria, que te narcotizem para te usar como escravo dos seus interesses. Ousa ser mais, porque o teu ser é mais importante do que qualquer outra coisa; não precisas de ter nem de parecer. Podes chegar a ser aquilo que Deus, teu Criador, sabe que tu és, se reconheceres o muito a que estás chamado. Invoca o Espírito Santo e caminha, confiante, para a grande meta: a santidade. Assim, não serás uma fotocópia; serás plenamente tu mesmo.”

Beato de calça jeans e tênis

De todas as virtudes cardeais (prudência, justiça, fortaleza e temperança) e teologais (fé, esperança e caridade), é a fortaleza que mais se sobressai em Carlos Acutis, como afirma o frade capuchinho Carlos Acácio Gonçalves Ferreira, reitor do santuário do Despojamento em Assis, onde o jovem está sepultado.

 

“Com os pastorzinhos de Fátima, Carlos Acutis aprendeu que precisamos nos sacrificar, não ter medo do sacrifício pelo bem do próximo, pela salvação dos outros.”

Ao ser o primerio beato de calça jeans e tênis, Frei Carlos se dirige a todos os jovens, recordando que o exemplo de Acutis nos demonstra que “a santidade é atualíssima e é para todos nós”.

"Carlos era muito atento a não cair nas armadilhas da tentação. Uma das tentações de hoje é não se entregar totalmente a Deus, pensando que isto não nos tornará felizes. Antes de morrer, quando perguntaram se não estava triste por morrer jovem,  ele respondeu: 'Não, porque eu não desperdicei nem um minuto da minha vida fazendo coisas que não agradam a Deus'. Ou seja, para Carlos, agradar a Deus significa ter uma vida plena. Não agradar a Deus significa desperdiçar a vida . Então coragem, vamos afastar a tentação da mediocridade na fé e na espiritualidade e entregar sempre mais o nosso coração a Deus."

Atualizado em: 10/10/2020 às 10:24
Nome:
E-mail:
Nome do amigo:
E-mail do amigo:
Últimas Notícias
 Veja mais notícias
                  
Receba as notícias e artigos da Diocese de Patos de Minas. Cadastre seu e-mail...