Formação
Artigos
            Informação             Artigos             Escola Diaconal Santo Estevão: Formando homens ao serviço de Deus
02/06/2020 Diáconos Permanentes Escola Diaconal Santo Estevão: Formando homens ao serviço de Deus Jean Rodrigues Silva
A+ a-

Meu nome é Jean Rodrigues Silva, sou natural de Rio Paranaíba e há dezesseis anos resido em Patos de Minas. Sou Ministro da Palavra na Paróquia São João Batista desde 2014.

No mês de maio de 2019, não me lembro muito bem o dia, eu e minha esposa fomos chamados pelo nosso Pároco, Padre Lucas, que me convidou a ser um candidato ao diaconato. Fui indicado pela Paróquia. Aceitei o convite imediatamente, sem muitas perguntas, pois há mais ou menos três anos, um amigo padre havia me falado que Dom Claudio planejava criar uma escola para diáconos. Ele não sabia a data precisa e nem como seria o processo para a escolha. Desde aquele momento acendeu em meu coração a vontade em participar, pois seria uma oportunidade para me colocar a serviço da Igreja e dos irmãos de uma forma efetiva.

Após aceitar o convite da Paróquia, recebi uma correspondência do nosso bispo Dom Claudio Nori Sturm, que oficializava o convite para eu participar da Escola Diaconal. Foi através desta correspondência que eu soube o nome da Escola: “ESCOLA DIACONAL SANTO ESTÊVÃO”. Eis o motivo desse nome: “Então, os doze reuniram a multidão dos discípulos e disseram... escolhei entre vós sete homens de boa reputação, cheios do Espírito e de sabedoria, para que lhes confiemos essa tarefa.” (At 6, 2-3).

A Bíblia nos narra que no início da Igreja, tendo aumentado muito o número dos discípulos, que surgiam tanto no povo grego, quanto no povo hebreu, começaram a existir reclamações dos gregos de que as viúvas de seu povo estavam sendo negligenciadas na distribuição ao ser servida à mesa. Foi nesse contexto que, mediado pelos Apóstolos, foram escolhidos sete homens que cuidariam da tarefa de servir às mesas e acolher a todas as viúvas e a outros que necessitassem dos serviços, deixando os Apóstolos livres para pregar a Palavra. Surgiram ali os primeiros Diáconos, que eram responsáveis pelo serviço, pela caridade e cuidado dos mais frágeis, homens que, possuindo suas famílias, também dedicavam um pouco de suas vidas ao próximo.

Assim, a Escola Diaconal Santo Estêvão nasceu nesse espírito de serviço, e no dia três de agosto de 2019, iniciaram-se as primeiras aulas. Chegando lá, descobri que haviam mais vinte irmãos de várias cidades e várias paróquias. Acredito que todos eles passaram pelo mesmo processo de escolha. São eles: Adilson Pinheiro da Mota, Paróquia Santo Antônio da cidade de Patos de Minas; Ailton Camargos, Paróquia São Sebastião da cidade de São Gotardo; Ailton José Alves, Paróquia Nossa Senhora da Piedade da cidade de Lagoa Formosa; Antônio Gonçalves, Paróquia Nossa Senhora da Abadia da cidade de Matutina; Célio Moreira da Fonseca, Paróquia Nossa Senhora da Piedade da cidade de Lagoa Formosa; Dênis Álvaro Cruz, Paróquia São Benedito da cidade de Ibiá; Fabiano Maranho, Paróquia São Damião de Molokai da cidade de Patrocínio; Fábio José dos Reis, Paróquia São Sebastião da cidade de Guimarânia; Geraldo Flávio da Fonseca, Paróquia São Benedito da cidade de Patos de Minas; um Jarbas de Souza Silva, Paróquia Nossa Senhora da Abadia de Patos de Minas; José Marcelo Leite, Paróquia São João Paulo II da cidade de Patrocínio; José Nilson Ribeiro, Paróquia Nossa Senhora do Rosário da cidade de Patos de Minas; José Antônio Rodrigues, Paróquia São Sebastião da cidade de São Gotardo; Jury Calvet Borba, Paróquia Nossa Senhora do Carmo da cidade de Monte Carmelo; Kênio Ferreira Silveira, Paróquia Nossa Senhora da Abadia da cidade de Patos de Minas; Luis Carlos Viana, Paróquia São Vicente de Paulo da cidade de Patos de Minas; Maurílio Rodrigues Camargos, Paróquia Bom Pastor da cidade de Monte Carmelo; Reginaldo André de Oliveira, Paróquia São Damião de Molokai da cidade de Patrocínio; Ronivaldo dos Reis Caetano, Paróquia Santa Terezinha da cidade de Patos de Minas; e Mauro Luiz de Santana, Paróquia Nossa Senhora da Piedade da cidade de Lagoa Formosa.

No primeiro dia fomos recebidos por Dom Claudio, que falou-nos sobre a importância do diaconato para a Igreja, e também sobre a missão do Diácono, que é justamente ser um braço direito do bispo no serviço e na caridade ao próximo. Ele acolheu a cada candidato e ouviu os motivos pelos quais todos estávamos participando do início da Escola.

A Escola Diaconal Santo Estêvão funciona no Seminário Maior Dom José André Coimbra em Patos de Minas. As aulas são ministradas a cada quinze dias, aos sábados e domingos. Normalmente, aos sábados as aulas são das 8h30mim às 20h. E aos domingos das 7h30min às 12h.

Nos primeiros meses de funcionamento da Escola Diaconal, entre agosto e dezembro de 2019, foi denominado período propedêutico, neste período tivemos aulas sobre a Instituição Cristã da Família ministrada pelo Padre Hemerson Rubens de Oliveira; as aulas de Metodologia ficaram a cargo de Marcos Vinícius Magalhães Teixeira, atualmente acólito; a disciplina Vocação foi ministrada pelo Diácono Policarpo Rodrigues Filho; o Padre Márlon Henrique da Cunha lecionou a disciplina Missiologia; a disciplina Filosofia ficou a cargo do Padre Robson Caixeta Silva; Leitura Orante com a meditação bíblica nos foi lecionada pelo Padre Marcelo Ribeiro de Andrade; e, História da Igreja quem lecionou foi o Padre Dr. Nilson André Fernandes.

Neste ano de 2020, as disciplinas estudadas são: Introdução à Sagrada Escritura, ministrada pelo Padre Leonildo Eustáquio da Silva; Introdução à Teologia, lecionada pelo Acólito Marcos Vinícius Magalhães Teixeira; História da Igreja I, ministrada pelo Padre Dr. Nilson André Fernandes; e Teologia Fundamental, lecionada pelo Padre Antônio Carlos Paiva.

O curso tem previsão de duração de quatro anos e meio. A realização dele não garante a ordenação, esta será feita após uma avaliação conduzida por Dom Claudio. O critério é para saber se o candidato tem ou não vocação e se está disposto a cumprir aquilo que a Igreja pede a ele.

Rogo a Deus por todos e peço orações por todos nós, candidatos ao diaconato da Diocese de Patos de Minas, para que possamos seguir firmes no propósito de estudarmos e nos prepararmos para a futura ordenação, e, principalmente, para que vivamos o espírito de serviço e doação.


Jean Rodrigues Silva
Paróquia São João Batista de Patos de Minas-MG

Atualizado em: 02/06/2020 às 09:49
Nome:
E-mail:
Nome do amigo:
E-mail do amigo:
Últimos Artigos
 Veja mais notícias
                  
Receba as notícias e artigos da Diocese de Patos de Minas. Cadastre seu e-mail...