Informação
Notícias
            Informação             Notícias             Mensagem de Dom Claudio para a Quinta-Feira Santa
29/03/2018 Dom Claudio Nori Sturm Dom Claudio Mensagem de Dom Claudio para a Quinta-Feira Santa
A+ a-
"A Eucaristia é essencialmente serviço, doação, entrega sem restrições. A lição que Cristo dá aos seus Apóstolos na última Ceia é uma lição que não devemos esquecer. Não podemos fazer dessa celebração uma mera encenação, como se ela fosse um teatro. Mas vivê-la naquilo que ela tem de essencial, de teológico, de verdadeira memória de Jesus."

Na manhã desta quinta feira Santa, celebramos a Missa do Crisma. Os sacerdotes se reúnem em torno do seu Bispo para manifestar visivelmente sua comunhão com ele e para renovar suas promessas de Obediência. O Bispo, como partir da Diocese consagra o Santo Óleo do Crisma e também abençoa os Santos Óleos dos Catecúmenos e dos Enfermos, que serão usados em todas as Paróquias no decorrer do ano na celebração dos Sacramentos.

Durante todo o Tríduo Santo, que se inicia hoje com a Missa da Ceia do Senhor e culmina na celebração Vigília Pascal à noite do Sábado Santo, os padres de toda a Diocese são enviados por nosso Bispo para celebrar com o povo de Deus os Mistérios da Paixão, Morte e Ressurreição do Senhor Jesus. Neste sentido convoco a todos os fiéis católicos para partecipar com grande fervor, devoção e Fé viva das celebrações em suas Paróquias.

Na última Ceia Jesus instituiu a Eucaristia e o Sacerdócio para o serviço humilde aos irmãos. A Eucaristia é sempre convite para o serviço fraterno, doação de si sem limites, entrega e comunhão. O que o Evangelho de João destaca hoje é o elemento novo do serviço ao próximo que é essencial para a verdadeira vivência da comunhão. Não se pode comungar com Cristo sem viver em comunhão com os irmãos. E não estaremos em comunhão com Cristo se não fizermos o que Ele fez. Deixou-nos o exemplo do serviço na humildade. Na mesma Ceia, sabendo da traição de Judas, Jesus dá um dos últimos e mais contundentes exemplos de Comunhão: levanta-se da mesa, tira o manto, pega uma toalha, lava os pés dos discípulos. Essa era a tarefa dos servos, no sentido próprio do termo. Jesus assume a posição de servo para que todos se façam servos uns dos outros.  Servir o próximo é, portanto, a mensagem central do  Evangelho de hoje e da memória de Cristo.

A Eucaristia é essencialmente serviço, doação, entrega sem restrições. A lição que Cristo dá aos seus Apóstolos na última Ceia é uma lição que não devemos esquecer. Não podemos fazer dessa celebração uma mera encenação, como se ela fosse um teatro. Mas vivê-la naquilo que ela tem de essencial, de teológico, de verdadeira memória de Jesus.

Com essa celebração de hoje, a Eucaristia se manifesta em todo seu significado. Não é possível sair dela do mesmo jeito que entramos. Quem sai da celebração da Instituição da Eucaristia do mesmo jeito que chegou não entendeu o seu significado profundo. Não comungou verdadeiramente.

Atualizado em: 29/03/2018 às 08:26
Nome:
E-mail:
Nome do amigo:
E-mail do amigo:
Últimas Notícias
 Veja mais notícias
                  
Receba as notícias e artigos da Diocese de Patos de Minas. Cadastre seu e-mail...