Diocese
Clero
            Diocese             Clero      
 voltar
Data de nascimento: 24/05/1968
Ordenação Presbiteral: 03/02/2001
Informações:


INFORMAÇÕES PESSOAIS

Nome: Padre Juscelino Caporale Mariano
Aniversário Natalício: 24/05/1968
Naturalidade: Araguari-MG
Pai: Antônio Mariano Sobrinho
Mãe: Divina Caporale Mariano 

FORMAÇÃO

Curso de Filosofia: De 1994 a 1996 - Seminário Maria Imaculada em Araxá-MG, sendo reitor Padre Geraldo Magela de Almeida.

Curso de Teologia: De 1997 a 2000 - Seminário Maior Dom José André Coimbra em Patos de Minas-MG, sendo reitor Dom João Bosco Oliver de Faria

Ministério Leitorato: 11/03/2000 - Seminário Maior Dom José André Coimbra em Patos de Minas-MG, sendo o celebrante Dom João Bosco Oliver de Faria

Ministério Acólitato: 13/04/2000 - Seminário Maior Dom José Coimbra em Patos de Minas-MG, sendo o celebrante Dom João Bosco Oliver de Faria

Ordenação Diaconal: 20/102000 - Ginásio AABB em Patos de Minas-MG, sendo o celebrante Dom João Bosco Óliver de Faria

Ordenação Presbiteral: 03/02/2000 - Ginásio "Humberto Machado"em Coromandel-MG, sendo o celebrante Dom João Bosco Oliver de Faria

 
PROVISÕES, NOMEAÇÕES E DECRETOS RECEBIDOS NA DIOCESE


06/03/2001: Vigário Paroquial da Paróquia São Pedro de Alcântara em Ibiá-MG


16/07/2002:
Pároco da Paróquia São Pedro de Alcântara em Ibiá-MG

21/03/2007: Membro do Conselho Econômico da Diocese de Patos de Minas-MG


09/04/2007:
Administrador Paroquial da Paróquia Imaculada Conceição em São Gonçalo do Abaeté-MG

15/05/2007: Administrador Paroquial da Paróquia São Sebastião em Serra do Salitre-MG

08/12/2012: Pároco da Paróquia N. Sra. do Carmo em Monte Carmelo (Prot. B 028/12)

12/01/2014: Pároco da Paróquia Imaculada Conceição em São Gonçalo do Abaeté-MG (Prot. 008/2014) 

 

CONHECENDO O PADRE

O amor me amou, e chamou-me a existência. Ele pronunciou meu nome e me escolheu para ser seu sacerdote. Sete meses de gestação, em 24 de Maio de 1968, na cidade de Araguari/MG.

Seu pai: Antônio Mariano Sobrinho, sua mãe Divina Caporale Mariano, suas irmãs Beatriz Caporale Mariano, Rosana Caporale Mariano, Luciana Caporale Mariano, Juscelino Mariano Caporale e sua avó materna: Maria Franscisca de Lima Sua vocação foi sendo anunciada através de sinais. A 1º pessoa responsável em sua vida religiosa foi sua avó materna (Maria Franscisca de Lima, que ensinou a ter Deus em 1º lugar). Nos anos de 1980 a 1984, dedicou-se aos estudos e se afastou de Deus. Em 1989, conheceu um Missionário Orionita, que visitou sua sala do curso de contabilidade, que o tocou fazendo procura-lo. Recebendo uma revista do missionário ele guardou por doi anos sem se quer olhar.Depois da Contabilidade, ele começou a fazer curso técnico em administração. O tempo foi passando e ele começou a frequentar as missas dos jovens aos sábados, e conversando com o padre sobre suas dúvidas quanto a sua vocação ele lhe orientou a participar das celebrações da Semana Santa, Juscelino teve receio, mesmo assim foi. . Na quarta feira da semana Santa, aconteceu algo importante ao seu chamado; vendo o povo rezar e a homilia do Pe. Geraldo Magela, Juscelino se sentiu tocado e a sua conversão aconteceu. Perdeu a vontade de ouvir musica e sair com os amigos. Não sabia o que estava acontecendo, queria perguntar ao Padre, mas não teve coragem. Mons. Vanderly que era Pároco em Coromandel pediu que o Juscelino que ajudasse na celebração. Ele vestiu a túnica e foi. Durante a homilia pensou: “Ser Padre é um compromisso muito sério, um desafio. Como vou pregar o Evangelho num mundo globalizado. Sinto como uma gota no deserto. Já sei! Vou consagrar-me a Deus, mas não serei Padre. A partir desse momento serei irmão e entrarei para alguma congregação.” Na hora da consagração, olhando para o Corpo de Cristo, ouviu uma voz que lhe disse: “Vai chegar uma hora que não haverá ninguém para fazer a consagração, e aí?”

Sentiu que o próprio Jesus lhe dizia para não desistir da vocação. E a partir desse momento entregou sua vocação e a sua vida nas mãos de Deus.  

 

Eis o teu servo... Faça-se em mim tua vontade.”

 

No dia três de fevereiro de dois mil e um, às dez horas da manhã, no Ginásio poliesportivo “Humberto Machado” em Coromandel-MG, juntamente com Leonildo Eustáquio da Silva, se tornaram sacerdotes eternamente.

MAIOR DESAFIO PARA SEGUIR A VOCAÇÃO


O maior desafio para seguir a vocação é procurar a cada dia renovar o sim a Deus, buscando superar os desafios e dificuldades que faz o meu crescimento.O desafio de não esquecer sempre e a cada dia de pedir a Deus o dom da caridade e a humildade para estar disponível ao serviço a Deus e aos irmãos. Altíssimo. Ser instrumento do amor e da graça de Deus para o povo.

O QUE MAIS ME AGRADA NO EXERCÍCIO DO MINISTÉRIO


É servir a Deus, a igreja e ao povo. E também celebrar os sacramentos, pregar a Palavra e ser instrumento das bênçãos de Deus.

ESPIRITUALIDADE DE APOIO


Adoração ao Santíssimo, devoção a Nossa Senhora e também a Santa Terezinha do Menino Jesus e a oração da Liturgia das Horas.

 

Receba as notícias e artigos da Diocese de Patos de Minas. Cadastre seu e-mail...