Formação
Artigos
            Informação             Artigos             COMEMORAÇÃO DOS 50 ANOS DE ORDENAÇÃO PRESBITERAL
08/05/2018 Artigos de Arcebispos e Bispos COMEMORAÇÃO DOS 50 ANOS DE ORDENAÇÃO PRESBITERAL
A+ a-

“Se eu olhar minhas motivações, quero lembrar que o que me motivou a entrar nesse caminho ministerial foi uma frase de São Paulo: “Por causa de Jesus Cristo”. E esta motivação permanece viva a cada dia que passa na minha vida, também quando aparecem dificuldades e cruzes. Por causa de Jesus Cristo. Não tenho dúvidas que a resposta da gente foi a resposta a um chamado forte de Jesus, com os olhos fixos Nele…”

“… É por isso que alguém na vida me deu, em um certo momento, uma frase para viver: “Ele deu a sua vida por nós, nós também devemos dar a vida pelos irmãos”, o modelo é Ele e não a gente. É por isso que continuamos dando a vida pelos irmãos…”

“… Sinto-me membro da Igreja para a edificação da Igreja que é povo de Deus. Do povo para o povo. Nesse momento devo devolver ao povo de Deus, aos fiéis, aos pastores, com todos os ministérios, serviços e dons que existem no povo de Deus e o dom que recebi. Não é para mim ser bispo, mas é para o povo santo de Deus…”

“… Alguma coisa de bem que a gente conseguiu realizar foi porque encontrei milhares de pessoas que me incentivaram para o bem. Devolvo a todos vocês, meus irmãos bispos, padres, aqueles que estão presentes e os que passaram por minha vida, o dom que recebi. Assim como devolvo a Deus os dons que todos nós somos um para com o outro…”

 “… Dizer que estou feliz aqui é inútil porque eu sempre expresso a minha alegria por esta diocese que em muitos momentos do passado simbolizou a defesa da pessoa humana, simbolizou a resistência contra todo tipo de violência institucionalizada e imposta, simbolizou também vitórias muito consideráveis no campo social, na defesa dos direitos humanos…Não posso esquecer de dom Waldyr Calheiros, que é nosso profeta e patriarca, e de dom João Maria Messi. Um pastor bom e virtuoso. Em sinto a sua presença, dom João,  como uma presença fraterna, discreta mas muito forte no ministério da gente, dos padres e em toda a diocese. Eu creio que esta festa em conjunto é a maior expressão da nossa fraternidade, estima recíproca e empenho para fazer crescer a nossa Igreja Particular…”

“…Gostaria de retomar as palavras de Maria de Nazaré, mãe de Jesus. “O Senhor fez por nós maravilhas e Santo é o seu nome”. Aquilo que mais me ressoa a cada ano que passa, e aproximando-se por assim dizer o momento que nós devemos entregar tudo para Deus, olhou para a pequenez deste seu servo, recordando-se da sua misericórdia para sempre. Me ressoam, a cada ano que passa, as palavras de Santa Teresinha do Menino Jesus. Nestes últimos tempos eu me sinto com as mãos vazias, e Terezinha de Jesus exclamava: “Ao anoitecer da vida aparecerei, meu Deus, diante de vós com as mãos vazias. Pois não vos peço, Senhor, que conteis as minhas obras. Toda a nossa justiça tem manchas a Vossos olhos…”

Dom Francisco Biasin
Bispo de Barra do Piraí – Volta Redonda (RJ)

 

Atualizado em: 08/05/2018 às 16:08
Nome:
E-mail:
Nome do amigo:
E-mail do amigo:
Últimos Artigos
 Veja mais notícias
                  
Receba as notícias e artigos da Diocese de Patos de Minas. Cadastre seu e-mail...